Como operar seu produto usando Business Model Canvas

Soraya Lopes | | tive uma ideia

Todos os dias converso com várias pessoas sobre suas ideias de aplicativo ou negócio digital. E quase sempre elas dizem que já tem o Canvas pronto e que só falta desenvolver o produto, perguntando se podem me enviar o canvas para ter meu feedback.

Muitos destes canvas recebidos SEMPRE apresentam itens que influenciam bastante o escopo do produto, principalmente nas questões operacionais de venda, ativação e prestação do serviço. E o meu feedback para essas pessoas sempre vão com uma mesma dica: o Business Model Canvas não é apenas uma ferramenta de gerenciamento estratégico, é uma grande oportunidade para fechar as funcionalidades do produto.
Isto por 3 benefícios básicos do Canvas:

  1. Definição da forma como o produto vai operar e gerar valor no mercado: com isto, é possível não só determinar características e funções para tornar o app mais atraente para o mercado e com elementos que o diferenciam da oferta atual, como também, definir as principais funcionalidades que deverão responder aos principais fluxos operacionais;
  2. Desenho dos principais fluxos e processos: um app nada mais é que um sistema. É sempre importante lembrar que qualquer sistema é um grupo de processos automatizados e deve atender às necessidades do negócio. É com isto que fluxos de compra, pagamento e cancelamento, podem ter suas características e regras definidas. E estes fluxos sempre são parte do fluxo de uso do produto;
  3. Apresentação visual do modelo de atuação no mercado: faça uma divisão em cada campo e logo após a definição dos pontos do negócio, faça um exercício de que funcionalidades deveriam ser criadas para atender cada um dos pontos. Você verá que muitas coisas são adicionadas ou alteradas no seu escopo inicial. Faça o teste!

As principais definições técnicas podem ser definidas a partir do modelo, desde nível de segurança (criptografia ou fluxo de autenticação e cadastro de senha de acesso) a plataformas e linguagens de programação a serem usadas. Como assim? Fácil. Imagine que os clientes de seu produto sejam usuários de dados bancários ou uma empresa de seguros. O nível de segurança deve ser sempre alto para estes segmentos. Para isto, criar um fluxo de cadastro de email, recebimento de senha temporária por email e troca de senha com obrigatoriedade de caracteres especiais ou outras medidas semelhantes, faz mais sentido que para leitura de um conteúdo informativo, como um blog por exemplo.

Outra contribuição é com relação a priorização do desenvolvimento. Algumas características e funcionalidades podem ser deixadas para uma próxima fase, outras precisam ser consideradas o quantos antes, para operar minimamente o produto.

O canvas e seu esquema visual deixam muito mais evidente quais devem ser as funções com um peso maior. Seja pela relevância diante da diferenciação e atratividade, seja por sua importância na viabilidade do negócio e na sua operação.

Quer mandar seu Canvas para darmos uma olhada? Todos ganharão um feedback e os melhores modelos ganharão descontos especiais para nosso Laboratório de Prototipação Rápida. Para receber o feedback basta enviar um e-mail para alo@sobreapps.com.br com seu Business Model Canvas em anexo com o assunto “Avalie meu Canvas: [nome do projeto]”.