4 Tipos de boas ideias de app que podem não estar na hora

Soraya Lopes | | filosofando

Nos últimos anos tivemos uma evolução surpreendente em quantidade e qualidade de ofertas de produtos interativos e serviços auxiliares.

Com a popularização do smartphone, não apenas surgiram novas aplicações  funções para todos os tipos de equipamentos, uma estrada de oportunidades e negócios se abriu. Por outro lado, fatores externos podem ser ameaças para a implantação ou adesão de seu produto.

Para te ajudar a questionar sua ideia e entender os possíveis riscos e ameaças, elencamos 4 tipos de ideias de app que podem não estar na hora por questões externas ou por possíveis pontos internos.

  1. Apps para Smart TVs: dois pontos requerem bastante atenção para riscos internos do projeto seriam a baixa disponibilidade de programadores e outros profissionais com experiência e foco neste tipo de produto e a provável grande necessidade de suporte e manutenção do produto, por pluralidade de marcas, tipos e formatos. Do ponto de vista externo, os preços altos e a economia preocupante podem diminuir suas chances com receitas que dependam exclusivamente de volume de usuários. Pense como contornar tais pontos ou como se preparar para as possíveis buchas no atendimento.
  2. Gadgets: Vestíveis, acessórios e sensores estão passando por um lamentável teste de provação. Com o câmbio desfavorável para importação seus custos de produção ou de estoque aumenta diminuindo suas chances de alcançar volumes interessantes, sobretudo em época de crise. Pense em como diminuir os custos ou entenda como poderá tornar seu produto atraente ao ponto de conseguir a demanda desejada.
  3. Beacons: No Brasil os usuários ainda preferem deixar o Bluetooth desligado, isto inviabiliza o uso e a boa experiência para alguns tipos de produtos, principalmente para os B2C. Recompensar pode ser uma saída, mas tome cuidado: os custos de importação e possível suporte para os hardwares pode diminuir suas possibilidades de ações de adesão.
  4. Receita por Anúncio: preste atenção como estão os segmentos que se valem deste modelo de negócio. Com o crescimento dos grandes players como Google e Facebook, negócios como mídias e outros produtores de conteúdo e culturais tiveram uma diminuição significativa no faturamento. Entenda se seu produto tem mesmo competitividade suficiente para driblar isto, ou busque uma forma nova e diferente de garantir sua receita.

Desafios e riscos não devem ser encarados como motivos para desistir ou deixar de lado a sua ideia. Conhecer as principais ameaças e estudar a fundo o mercado e seus concorrentes é fundamental para que se possa desenhar e implementar uma solução mais competitiva e que tenha maiores chances de sucesso.

Mantenha o foco e se questione o tempo todo, assim, qualquer dificuldade pode ser transformada em oportunidade ou te ajudar a driblar futuros problemas.

Quer ajuda para entender a viabilidade de seu app? Mande sua ideia para alo@sobreapps.com.br que te ajudamos a entender melhor como se safar.