Como escolher o Gateway de Pagamento ideal para seu App

Soraya Lopes | | tive uma ideia

Se seu produto tem transação financeira uma de suas principais preocupações deve ser como viabilizar os processos transacionais online.

Gateway de Pagamento é uma aplicação que conecta seu produto aos principais adquirentes que autorizam e mediam as transações e suas compensações. Atualmente, existem várias empresas que adotam modelos e serviços que podem ou não atender às necessidades de seu negócio. Pensando nisso, levantamos alguns dos pontos mais importantes para analisar antes de contratar o serviço e integrar seu produto:

  1. Características transacionais: dependendo do modelo de negócio do app ele tem uma necessidade diferente de transação, o que pode ou não ser viabilizado pelo gateway. Os mais comuns hoje são 1-clique (quando o usuário não necessita informar seus dados de cartão toda vez que for comprar), Recorrência (bom para assinaturas mensais), captura e estornos parciais. Fique de olho nos fluxos e prazos, com o crescimento de suas vendas eles que vão ditar suas principais políticas operacionais e planos financeiros.
  2. Segurança: Se tem dinheiro envolvido, tem risco de fraude. Por conta disso, é fundamental entender algumas práticas como de Chargeback (cancelamento da compra por não reconhecimento pelo titular do cartão) e se o fornecedor possui certificado de PCI Compliance (entenda mais clicando aqui). Isto porque, falhas de segurança e políticas antifraude podem ou diminuir sua margem, ou colocar seu negócio em maus lençóis.
  3. Taxas: Estude bem as taxas envolvidas. Normalmente, se cobra um percentual por transação e, em alguns casos, se acresce um valor fixo mensal ou por pagamento. Trabalhe com cenários de volumes e entenda qual se encaixa melhor no seu bolso.
  4. Política de Cancelamento: O cliente pode desistir de uma compra, acontece muito mais do que se imagina. Para que você possa criar sua política de cancelamento, dois pontos cruciais são necessários considerar – prazos e cobranças de taxas administrativas e o processo para cancelamento e estorno. Acredite, existem fornecedores que exigem passos manuais e em plataformas web complicadas o suficiente para inviabilizar um grande volume.
  5. Integração: APIs bem desenvolvidas e documentadas facilitam o trabalho de integração e manutenção. O ambiente de teste também é outro ponto que pode facilitar ou dificultar a vida dos programadores. Fique de olho se o fornecedor trabalha integração via Servidor ou se já possui API que se conecte diretamente com o app, isto faz toda diferença dependendo do seu produto e suas necessidades.

Escolher e integrar com um Gateway de Pagamento não é nada simples, primeiro porque é preciso considerar um percentual do valor por venda realizada, segundo porque além de fazer a conexão com os adquirentes de cartão, livra seu produto e negócio de uma série de problemas processuais, de segurança e transacionais.

A partir disso, escolher o fornecedor correto depende do seu conhecimento sobre seu produto e negócio, bem como suas peculiaridades, para entender qual melhor se encaixa e atende o que você precisa.