O que leva um app ao fracasso?

Soraya Lopes | | melhores praticas para seu app

Tentamos sempre assumir que para tudo existe uma chance de sucesso e outra de fracasso, além de uma boa lição.

Depois de muitas dezenas de projetos e algumas centenas de reuniões com empreendedores, conseguimos entender quais são os principais motivos que levam um app (ou uma ideia) a não dar certo.

Não são poucas as razões de insucesso, mas a grande maioria pode ser muito bem identificada e está mais ligada ao ego que na operação. Por isto, listamos alguns pontos comuns a um grande percentual, e nosso jeito de tentar evitar.

  1. Não ter dinheiro –  construir um app e um negócio custa dinheiro. Em geral, as pessoas tomam três tipos de atitude diante desta situação: esperar um investidor, buscar sócios e dar um jeito de investir do próprio bolso. Na maioria das vezes quem espera “vender sua ideia” fica aguardando para sempre e não tira nem o conceito do papel. Buscar sócios executores é sempre uma boa opção, mas lembre-se que não são todos que possuem o mesmo ritmo, talento e visão. Se alguém não está na mesma expectativa e dedicação, o barco afunda. Investir do próprio bolso tem um taxa maior de sucesso. O risco é a inexperiência ou falta de conhecimento, mas se você pode investir em quem possa te ajudar, sua chance cresce.
  2. Não ter porquê – às vezes ninguém precisa e ninguém quer. A proposta de valor do produto precisa estar muito alinhada com uma demanda justificável. Tente entender o motivo de alguém baixar e guardar no bolso o seu app e se adeque a isto.
  3. Produto muito grande, para demanda pequena – app com mais de 5 funcionalidades é bomba. Quanto mais funcionalidades, mais pesado e exigente fica o produto: mais processamento, mais devices, mais bateria, mais espaço, mais horas de manutenção. Pense em um app como uma casa: só há razão para construir mais um cômodo ou andar se houver muita necessidade disso. Normalmente uma demanda grande, uma solicitação paga por um cliente e uma boa redução em custos são boas justificativas para aumentar o produto. Fazer tudo de uma vez de cara, tende a não deixar o aplicativo nem ser lançado, porque ou acaba o fôlego de investimento, ou a qualidade fica questionável.
  4. Time ruim – não importa quão revolucionária é a sua ideia, se seu time é ruim, não vai dar certo. Além da incapacidade técnica, indisciplina, irresponsabilidade, imaturidade e desleixo são bastante comuns. Isto se dá, quase que sempre, porque ou a equipe é muito júnior, ou quem está liderando não se encaixa bem com os demais. O respeito entre os membros e para com o projeto é fundamental para ter uma chance. Se identificar qualquer desvio disso, ligue o sinal de alerta.
  5. Interface estranha – se não é bonito e se sua usabilidade não é boa, você está perdendo usuário. Não adianta querer fazer diferente – não transforme seu app em um site (com navegação parecida com a prática na web) e não fuja muito do guide das plataformas. Além do usuário não entender e querer fugir, a implementação fica questionável.
  6. Bugs e Crashes – ninguém tem paciência com o erro. Causa uma impressão péssima um produto com muitos problemas de execução ou bugs críticos. O usuário, o sócio, o investidor e qualquer outro será muito reticente em optar pelo seu aplicativo sabendo que não é 100%. Crash não precisamos nem explicar: se o app fecha inexperadamente está estragado e precisa ser arrumado.
  7. Guardar segredo – como quer ser popular se ninguém pode saber que você existe? Desde o primeiro lampejo de ideia comece a validá-la! Fale com as pessoas, pesquise e questione o tempo todo. Se for validada, precisa de clientes, e eles só chegarão se você divulgar. Porque não criar um Hotsite antes mesmo do lançamento, um plano de comunicação e estratégia de relacionamento? Se for bom mesmo, não haverá concorrência oportunista e se for inédita, melhor ser mais presente e educativo se quiser ser vanguardista. Nada que ignora a realidade e é escondido e velado dá muito certo, né?

Buscar questionar a si e à ideia pode ajudar a diminuir os riscos de sucesso de seu projeto. Além de atraente e rentável, um app precisa ser construído com capricho e isto leva tempo, dinheiro e talento.

Se precisar de ajuda com este questionamento, entre em contato conosco e fale um pouco da sua ideia: alo@sobreapps.com.br. Batemos um papo e entendemos melhor onde se prevenir.