Melhores práticas de envio automático de e-mail pelo seu app

Soraya Lopes | | melhores praticas para seu app

Uma das maiores diferenças e vantagens de um produto digital, com relação a um físico, é a possibilidade de se comunicar com o usuário quando mais é necessário: enviando e-mails.

Além de uma boa ferramenta de marketing, o correio eletrônico permite dar feedback de ações e fluxos para o usuário, bem como, criar mecanismos de segurança e validação.

Apesar disso, ainda são poucas as estratégias de comunicação transacional aplicadas com carinho. Em geral, as versões iniciais do produto saem com poucos ou quase nenhum disparo de e-mail. Pensando em melhorar este cenário, listamos algumas boas práticas para que se aplique desde seu MVP.

1) Identidade visual e Estilo textual: conhecendo o público usuário, é possível criar um layout e um estilo textual que sejam aderentes e, além de facilitarem o entendimento, sejam agradáveis e não invasivos.

2) Simpatia e Mensagem direta: o e-mail normalmente é uma peça fundamental para fazer com que o usuário termine um fluxo importante do produto, ser simpático e passar uma comunicação direta, sem muito rodeios, é fundamental para que isto ocorra.

3) Dê boas-vindas: disparar um e-mail de boas-vindas após a conclusão de um cadastro sempre traz boas impressões. Lembre-se que este tipo de e-mail é pouco aberto pelos usuários, então, se você está pedindo alguma ação do usuário, comunique-o sobre isto dentro do fluxo finalizado. Do contrário, crie algo bem bacana e com um assunto atraente.

4) Feedback longo e validação de segurança: alguns processos requerem feedback ou notificação ao usuário. Fluxos como compras, recebimentos, entregas, troca de senha, publicação e pagamentos precisam do e-mail para informar o usuário e para pedir para ele voltar para repetir, ou para finalizar. Acredite, isto diminui em muito a ansiedade do usuário!

5)  Volte sempre: despertar interesse para o usuário sempre voltar é fundamental. Apesar do e-mail ser uma boa ferramenta para isto, ser discreto e saber dosar nos disparos, é vital para atrair, manter e conquistar o usuário.

6) Não seja inconveniente: quem gosta de receber um monte de e-mail com ofertas não atraentes ou comunicações desnecessárias? As chances de seu usuário te mandar para a caixa de spam sem você ser chato já é grande. Imagine se você for chato.

7) Monitore acessos: entenda a taxa de sucesso de cada disparo, de cada tipo e por perfil de usuário. Se não for boa, mude imediatamente ou pare de disparar. Se seu usuário não recebe bem este tipo de comunicação, é melhor tentar de outra forma.

Por mais que muitas das previsões de futuro próximo coloquem que o e-mail está com os dias contados, ele ainda é o meio de comunicação mais eficiente nos produtos digitais. E isto é uma das principais vantagens deste tipo de produto.

Saber se comunicar bem, usando a linguagem certa com a recorrência adequada, não só garante adesão do usuário, como também, conquistar sua simpatia e confiança.