Afinal, o que é Inteligência Artificial?

Soraya Lopes | | filosofando

Antes de mais nada, é importante alinhar uma coisa urgente: Inteligência Artificial não é o que os filmes sempre nos mostraram, mas sim, um programa desenvolvido para aprender e evoluir.

A tecnologia pioneira em Machine Learning é a rede neural (NN), que imita (de forma bem simples) as habilidades de reconhecimento de padrões do cérebro humano, processando milhões de pontos de dados. O grande segredo aqui é que o reconhecimento de padrões é crucial em termos de inteligência.

A IA aplicada requer uma espécie de treinamento supervisionado, como se estivesse ensinando uma criança, combinando professores e alunos para melhores resultados. Atualmente temos alguns casos que vale a pena acompanhar sua evolução:

  1. Facebook – reconhecimento de rostos humanos;
  2. Google Autonomous Cars – carro que dirige sozinho;
  3. Google Allo – assistente pessoal.

 
É fato que estamos cada vez mais próximos de uma IA que os dados de um sistema ajuda a máquina a aprender, a partir de uma tecnologia que está em desenvolvimento: Treinamento Adversarial em Redes Neurais Recorrentes, mas ainda existe um longo caminho para que isto seja efetivamente alcançado, uma vez que pouco evoluímos desde o Teste de Turing (em um artigo de 1950, Alan Turing  fala sobre um jogo de imitação no qual um juiz humano é confrontado com um computador e um ser humano para ver se eles podem diferenciá-los usando apenas conversas de texto através de um terminal).

É importante acompanhar os principais players e suas ações com relação à Inteligência Artificial. É permitido se arriscar em desenvolver funcionalidades e características que se valem de IA, pois trata-se de um tema que vai caminhar a largos passos para sua evolução e consumo.

Está lançado o desafio: como você pode se valer de de um produto que incorpora a capacidade de aprender, trabalhar e decidir ou, ao menos, que para que possa responder inteligentemente em várias situações, para responder à proposta de valor esperada de seu usuário?

Se você tem alguma ideia neste sentido, nos mande um e-mail (alo@sobreapps.com.br) temos interesse em bater um papo.