O uso do Scrum para Startups

Soraya Lopes | | tive uma ideia

Scrum é um tipo de metodologia Agile de gerenciamento de projetos que se concentra na execução e velocidade.

No atual ecossistema, é comum se ouvir muito sobre método Lean, Scrum e Agile, mas afinal, do que se trata?

É preciso ter em mente que o maior objetivo do Scrum é a agilidade. Há algum planejamento envolvido nos estágios iniciais, mas a maior parte do tempo gasto em um projeto ágil está em entrega e execução, seja em código escrito, criando protótipos ou criando entregas tangíveis. Com isto, se aproveita a forma como as equipes realmente funcionam e lhes fornece as ferramentas para que as startups se auto-organizem e melhorem rapidamente a velocidade e a qualidade do trabalho.

Abaixo, resumimos um pouco o que cada um dos três papéis e principais termos para facilitar:

  1. Product Owner – é “dono”do produto, com conhecimento profundo sobre processos, funcionalidades e, principalmente, usuários. Eles compreendem a visão do cliente e o que eles querem realizar com o produto. Sua principal responsabilidade é garantir que a equipe está indo na direção certa, gerenciando as prioridades do Backlog.
  2. Scrum Master – trata-se do facilitador! Sua principal atribuição é se livrar dos obstáculos que estão no caminho do time, e viabilizar as entregas planejadas. Um dos maiores limitadores que uma equipe ou projeto Scrum sempre será o tempo. E o Scrum Masters ajuda a maximizar isso.
  3. Team Member – Eles constituem o núcleo da equipe Scrum! Essas equipes são idealmente constituídas por 5-9 indivíduos que são colaborativos, auto-organizados e, idealmente, multifuncionais. Finalmente, um membro da equipe não é simplesmente responsável por sua parcela do projeto. Também é esperado que ajude os demais membros da equipe a atravessarem barreiras e levar o time a entregar um produto de qualidade em cada final de sprint.
  4. Product Backlog –  lista que contém absolutamente tudo o que a equipe precisa fazer para um projeto específico. Ele descreve as histórias de usuários, e também é gerenciado pelo Product Owner. Esta lista também é ordenada por importância, com os itens mais importantes no topo da lista.
  5. Sprint Backlog – Um sprint é um período de trabalho, com início e fim. Isso pode ser tão curto como uma semana e até um mês. O backlog de sprint é semelhante ao backlog do produto, pois contém todas as histórias que a equipe decidiu entregar para um sprint específico. A equipe decide quais histórias um backlog de sprint terá durante a reunião de planejamento do Sprint.
  6. Gráficos de Burndown – Esta é outra coisa que o Product Owner se responsabiliza. Um gráfico de burndown essencial mostra quantas histórias ou tarefas o time deixou de fazer e o compara ao tempo. Quando a equipe está funcionando bem, o gráfico de queimação deve mostrar uma linha sempre decrescente, até o eixo dos x.

Se você é está planejando criar um produto ou startup, para empreender de forma mais eficiente e ágil, o Scrum pode ajudar! É preciso entender que qualquer metodologia ágil requer que se trabalhe com você e não para você. Apesar de ser possível contratar equipes e/ou empresas para desenvolvimento, fazer parte (sendo Product Owner ou assumindo outro papel) é fundamental para maior controle e conhecimento do seu negócio.